Pesquisa sobre o reflorestamento no entorno do Reservatório Volta Grande apoiada pela Colorado é apresentada em congresso internacional

O local é uma referência para a pesca na região e sua conservação representa a manutenção de um espaço de lazer para a comunidade.
Parte dos resultados do trabalho foi apresentada em agosto de 2015, no sexto Congresso da Sociedade Internacional de Ecologia da Restauração, em Manchester, Inglaterra.
O reservatório de Volta Grande situa-se no baixo Rio Grande nos municípios de Conceição das Alagoas, Água Comprida e Uberaba (MG) e Miguelópolis, Aramina e Igarapava (SP).
A pesquisadora Yasmine Antonini, uma das responsáveis pela condução do trabalho esteve em abril, na Universidade de Stanford para analisar os dados do projeto que será publicado em revista científica com alto nível de impacto no cenário internacional, garantindo a visibilidade aos resultados.
A professora informa que o projeto já foi praticamente finalizado. O grupo trabalha agora na análise dos dados para publicação dos resultados em revistas científicas.
Os resultados já estão disponí-veis e podem ser consultados nas dissertações de mestrado, monogra-fias de conclusão de curso, resumos apresentados em congresso.
“A participação e o comprometi-mento das usinas sucroenergéticas, incluindo o Grupo Colorado, em parceria com a Cemig, foi fundamental para o sucesso do programa de restauração dos fragmentos de mata ciliar, no entorno do Reservatório de Volta Grande. E os nossos resultados estão apontando para o sucesso da restauração pois vários elementos que compõem as florestas estão presentes: animais, plantas, microorganismos, solos e os processos ecológicos derivados das interações entre esses elementos: polinização, dispersão de frutos e sementes, ciclagem de nutrientes, conservação dos solos e da biota aquática.”, afirma.
A pesquisa, no entanto detectou fragilidades em algumas das áreas estuda-das, que precisam ser corrigidas para que essas áreas florestas e os processos ecológicos que as retroalimenta, se mantenham. A recomendação dos pesquisadores é a retirada de espécies de plantas invasoras, o plantio de mais indivíduos e a monitorização contínua da área. “Vamos listar todas as recomendações para o manejo de cada uma das áreas estudadas, já que vimos que elas são diferentes e apresentam diferentes níveis e tipos de fragilidade.”

SOBRE A PESQUISA

Para mitigar os danos ao meio ambiente a Cemig – Companhia Energética de Minas Gerais – administradora e proprietária da hidrelétrica, implantou um centro de pesquisa e monitoramento das águas do lago de Volta Grande; uma estação de piscicultura; um viveiro para produção de mudas de árvores nativas e uma reserva para refúgio de animais originários da região, atendendo assim, às exigências das leis ambientais.
Como parte de seu apoio ao meio ambiente o Grupo Colorado promove Campanha para sensibilizar pescadores para não retirarem materiais de pesquisa da área. O trabalho é parte do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento fomentado pela Agência Nacional de Energia Elétrica – Aneel, desenvolvida com recursos da Cemig Geração e Transmissão e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais – Fapemig. Conta com o envolvimento e participação da Usina Colorado e de outras instituições, como o Grupo Noboru Yamashita, Polícia Ambiental dos Estados de Minas Gerais e São Paulo e Raízen.

 

Responda